UNICÓRNIO -VOCÊ SABE SUA HISTÓRIA?

Unicórnio, também conhecido como licórnio ou licorne, é um animal mitológico que tem a forma de um cavalo, geralmente branco,
com um único chifre em espiral. O nome “unicórnio” deriva do latino unicornis: do prefixo uni- e do substantivo cornu, “um só chifre”.
Sua imagem está associada à pureza e à força. Segundo as narrativas são seres dóceis; porém são as mulheres virgens que têm mais facilidade para tocá-los.
Existem muitos mitos e estórias sobre os unicórnios,Leonardo Da Vinci escreveu sobre eles:
“O unicórnio, através da sua intemperança e incapacidade de se dominar, e devido ao deleite que as donzelas lhe proporcionam, esquece a sua ferocidade e selvajaria. Ele põe de parte a desconfiança, aproxima-se da donzela sentada e adormece no seu regaço. Assim os caçadores conseguem caçá-lo.”

A origem do tema do unicórnio é incerta e se perde nos tempos. Presente nos pavilhões de imperadores chineses e na narrativa da vida de Confúcio, no Ocidente faz parte do grande número de monstros e animais fantásticos conhecidos e compilados na era de Alexandre  e nas bibliotecas e obras helenísticas.

 

 

 Esta ilustração de um unicórnio do livro The history of four-footed beasts and serpentsde Edward Topsel, 1658

É citado no livro grego Physiologus, do século V d.C., como uma correspondência do milagre da Encarnação.
A figura do unicórnio está presente também na heráldica, como nob brasão de Armas do Canadá da Escócia e do Reino Unido.
Na astronomia, o unicórnio é o nome de uma constelação chamada Monoceros.
O unicórnio tem sido uma presença frequente na literatura fantástica, surgindo em obras de Lewis Caroll, C.S. Lewis e Peter S.Beagle.
Acredita-se que o Elasmontherion deu origem ao mito moderno do Unicórnio, como descrito por testemunhas na  China e Pérsia.
Apesar de provavelmente ter sido extinto na pré-história, de acordo com a enciclopédia sueca Nordisk familjebok, publicada de 1876 a 1957, e com o cientista Willy Ley, o animal pode ter sobrevivido o suficiente para ser lembrado em mitos do povo russo como um touro com um único chifre na testa.
Ahmad Ibn Fadlan, viajante muçulmano cujos escritos são considerados uma fonte confiável, diz ter passado por locais onde homens caçavam o animal. Fadlan, inclusive, afirma ter visto potes feitos com chifres do unicórnio.
Em 1663, perto de uma caverna na Alemanha, foi encontrado o esqueleto de um animal que, especulava-se, seria um unicórnio. As ossadas encontradas na Alemanha eram possivelmente de Mamute com outros animais, montados por humanos de forma equivocada.
A caveira estava intacta e com um chifre único no meio, preso com firmeza. Cerca de 100 anos depois, uma ossada semelhante foi encontrada perto da mesma caverna. Os dois esqueletos foram analisados por Gottfried Liebniz, sábio da época e grande cientista (ao nível de  Sr Isaac Newton, que declarou que (a partir das evidências encontradas) passara a acreditar na existência de unicórnios.
Nós dias de hoje os unicórnios são ilustrados como animais dóceis e amigo das crianças.

Veja estas e outras Estampas em nossas Camisetas
http://superpipocas.com.br/categoria-produto/estampas/desenhos/unicornio/

Fontes
http://brazil.skepdic.com/unicornio.html
http://ojesed.org/Unicórnios
http://pt.wikipedia.org/wiki/Unicórnio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *